LEO FARIA POR LEO FARIA: CONHEÇA UM DOS MAIORES FOTÓGRAFOS DE STREETSTYLE DO MUNDO

LEO FARIA POR LEO FARIA: CONHEÇA UM DOS MAIORES FOTÓGRAFOS DE STREETSTYLE DO MUNDO

Ele é do Brasil! Mineiro de Uberlândia, Leo é o fotógrafo do momento e causa frisson nas semanas de moda mundo afora

 

De Paris a Milão, Nova York a Hong Kong, suas lentes são precisas e atentas à atitude de moda e estilo das pessoas. Embora tenha começado como fotógrafo de moda em estúdio, foi na rua que se consagrou como um dos maiores fotógrafos de streetstyle da atualidade.

Eu conheci-o por acaso, um bom acaso, em Portugal, na ModaLisboa. Leo estava de passagem pela cidade para fotografar o desfile de uma cliente e entretanto, quando o vi na rua, logo percebi que estava distante do ícone.


Streetstyle (Fotos: Leo Faria)

O Senhor Estilo esteve à conversa com Leo, numa entrevista exclusiva, como podem ler abaixo:

Como você se define?
Não consigo me definir, eu não me levo tão a sério a ponto de conseguir me definir.

Qual o momento mais marcante da sua experiência no streetstyle?
Os momentos inesperados são sempre marcantes e enriquecedores. Um dia de neve ou de chuva é sempre uma oportunidade imperdível.

Trabalho mais expressivo da sua carreira?
Recentemente fiz um Editorial para a Revista Elle Brasil em Hong Kong e ele sintetiza a possibilidade harmoniosa da minha linguagem fotográfica contribuir com a linguagem Editorial.

Atrás de um grande profissional, há sempre uma grande lente. Qual o modelo de câmera que utiliza atualmente? Qual a sua lente favorita?
Eu uso muitas câmeras diferentes. Não tenho apego e gosto da experiência e dos resultados que cada equipamento proporciona. Atualmente tenho usado mais uma Canon 5DSR e uma Hasselblad D40 e para brincadeiras uma Leica e claro, o iPhone. Lente eu gosto mais das com Zoom e claras como a 70-200mm F/2.8L e a 24-70mm F/2.8L, mas também uso lentes fixas como a 50mm F/1.2L e a 85mm F/1.2L.

O que os fotógrafos de streetstyle procuram em um look?
Cada fotógrafo tem seu repertório e interesse pessoal. Eu procuro pessoas interessantes de qualquer gênero. Me fascina comportamentos, estilos, atitudes.

Lugar mais exótico onde já fotografou?
Deserto do Atacama. É daqueles lugares desafiadores para um fotógrafo pois é quase impossível fazer um registo que sintetize tanta beleza.

Quais as suas referências na fotografia?
Eu tenho muitas referências e sou bastante eclético e isso me incapacita eleger e pontuar. Tenho uma biblioteca pessoal que cresce na casa de centenas de livros ao ano e não me limito a referências de fotografia propriamente. Para mim, tudo se torna referência e inspiração, seja foto, desenho, pintura, escultura, design e até literatura.

“A fotografia é uma arte. Como toda arte, deve ser feita com prazer, dedicação e, claro, ter um toque diferenciado. Tem que ter estilo e realçar nas pessoas o que elas têm de mais bonito”. Leo Faria

 

Por que a moda de rua o fascina tanto? E na sua opinião, qual a importância do streetstyle nas semanas de moda e no mercado em geral?
O comportamento de moda das pessoas nas ruas é a expressão mais plena da moda e isso é o que me fascina. Goste ou não, a indústria da moda, sejam Editores e críticos de moda, stylists ou os Diretores Criativos das marcas e até mesmo fotógrafos ou qualquer outro profissional dessa indústria, por mais relevância e importância que tenha, são as ruas que dizem o que querem e como querem; mais do que nunca, não se pode subjugar o poder de influência das ruas, pois as mídias sociais deram respeitável voz alta a ela e, de forma definitiva e irreversível, descentralizou o poder de comunicação dos grandes veículos de comunicação. Aqueles que entenderem isso, estão cada vez mais criando e noticiando de forma convergente e inteligente e fazendo história junto com as ruas.

O que faz um blogger ou uma fashionista serem dignos de um clique de streetstyle? Quais as dicas para “atrair” um fotógrafo de streetstyle numa semana de moda internacional, por exemplo?
Eu me identifico com comportamentos, estilos, atitudes e pessoas interessantes de qualquer gênero. Eu fujo do fashionismo. É muito mais significativo para mim perceber e registar uma história e personalidade do que roupas e marcas. Cada vez menos me rendo ao senso estético imposto pela indústria e faço questão de registar aquilo que genuinamente as ruas me dizem. E para eu clicar, basta eu enxergar verdade; se eu vejo algo que não me passa verdade, desvio minha lente.


Eu, pelas lentes de Leo Faria

Esteve recentemente em Lisboa. Conte como foi sua experiência na cidade, quais suas impressões sobre a ModaLisboa e o que mais gostou daqui?
Em Portugal me sinto em casa como nunca me sinto em outros países que costumo visitar e o que mais gosto é do povo. A história e a cultura do Brasil é completamente influenciada por Portugal. Somos países irmãos e isso faz toda diferença. Eu noto que a semana de moda de Lisboa se aproxima muito da semana de moda de São Paulo.

Para finalizar, se pudesse fotografar a si próprio, onde e como seria essa fotografia?
Eu nunca pensei nesse registo, simplesmente faço quando algo me faz sentir vontade de fazer.

Aos fãs da boa fotografia de rua e não só, fiquem a conhecer melhor o seu trabalho no site e também no Instagram @leofaria.

* * *

Glossário

Registo (pt_PT) = Registro (pt_BR)

Glauco
glauco@senhorestilo.com
No Comments

Post A Comment