CASA NEPALESA: A REVOLUÇÃO E O REGRESSO ÀS RAÍZES FAMILIARES DE TANKA SAPKOTA

CASA NEPALESA: A REVOLUÇÃO E O REGRESSO ÀS RAÍZES FAMILIARES DE TANKA SAPKOTA

Conheça esse restaurante autêntico do Chef Tanka Sapkota que é uma ode aos sabores do Nepal

 

Uma viagem ao Nepal, sem sair de Lisboa… o chef Tanka Sapkota (Come Prima, Forno D’Oro e Il Mercato) renovou integralmente a carta do seu restaurante Casa Nepalesa, de modo a oferecer uma proposta gastronómica ainda mais próxima das raízes do Nepal.

A Casa Nepalesa é uma revolução e um regresso às raízes familiares do chef. Fundada em 2010, esse restaurante acolhedor abriu portas na zona das Avenidas Novas, em Lisboa, e desde então tem presenteado a quem quer que lá vai com a boa mesa oriental.

A carta é extensa, fruto das vivências de Tanka na arte da gastronomia. Esta aproximação do chef às origens da cozinha nepalesa baseia-se nas receitas de família da mãe e da avó.

Assim, poderemos provar uma sopa de cabrito que a mãe do chef Tanka cozinhava para ele, ou uma entrada feita com as miudezas do mesmo animal que a avó do chef fazia em dias de festa. No entanto, as especiarias são uma constante – como era de se esperar da comida nepalesa – e uma explosão de sabores.

Para que os clientes se sintam como se estivessem a viajar pelo Nepal, todos os dias são escolhidos os produtos mais frescos e de melhor qualidade. No forno à carvão são preparamos as carnes portuguesas, como o cabrito fresco certificado Transmontano DOP, o borrego do Alentejo, ou javali de caça de Évora. As chamuças e os momos (espécie de um dim-sum) são produzidos diariamente, de forma artesanal, assim como o queijo, sempre respeitando a tradição nepalesa.

À mesa da Casa Nepalesa nunca falta o arroz legítimo do Nepal, alimentado pelas águas dos Himalaias. Para completar a experiência, trazidos das terras do Ilam, há sempre uma seleção dos melhores chás, para que se possa sentir a plenitude dos sabores dados pelas primeiras folhas de cada época. Não saia de lá sem provar a sopa feita com um ingrediente exclusivo dos Himalaias (o Yarsagumba, um fungo que é vendido a 45 000€ o kg), que é alguma das particularidades desta nova proposta.

É uma Casa Nepalesa, com certeza! E porque nesta Casa sabem muito bem que a comida é um ritual de afetos, a prioridade é de criar texturas únicas que ficam na memória. Percebe-se que a equipa liderada pelo – irreverente – chef Tanka Sapkota trabalha com alma e coração, para proporcionar aos comensais momentos únicos. E consegue.

CASA NEPALESA
Av. Elias Garcia 172A, 1050-103 Lisboa.
(Seg) 18:30h – 22:30h | (Ter a Sáb) 12:00h – 15:00h / 19:00h – 22:30h | Fechado domingo e 2ª ao almoço.

No Comments

Post A Comment