O NOVO RESTAURANTE DE JOSÉ AVILLEZ É SUPER ACESSÍVEL E TEM TAKE AWAY

O NOVO RESTAURANTE DE JOSÉ AVILLEZ É SUPER ACESSÍVEL E TEM TAKE AWAY

É a última novidade da restauração portuguesa, ou melhor, luso-asiática. O novo restaurante do chef Estanis Carenzo, em parceria com José Avillez, inspira-se na street food asiática, é acessível e tem take away

Não é nenhuma novidade que o novo restaurante de José Avillez em parceria com o chef Estanis Carenzo fica no Chiado, mesmo em frente ao Bairro do Avillez. A preferencia do chef por aquela zona é uma constante, com exceção da Cantina Peruana e do Za’Atar, que ficam no Cais do Sodré. 

Estanis Carenzo é nascido na Argentina, mas conheceu Avillez no México, em 2011. Juntos, idealizaram O Rei da China, uma espécie de tasco com poucos lugares ao balcão – mesmo com a comida sendo preparada à nossa frente – e também uma bancada junto ao vidro da montra. Ao todo são 12 lugares. Abriu em março deste ano e é voltado a refeições de inspiração luso-asiáticas, rápidas e autênticas. Tem as sopas ricas de inspiração asiática – as super sopas – petiscos, denominados “os infiltrados” (devido às suas preparações sem caldo) e sobremesas, para consumir no local ou para levar.

Dentre os petiscos, que na verdade são pequenos pratos que podem ser partilhados ou não, há uma fresca salada japonesa de grelos (2 €), umas divinais chamuças de grão-de-bico (2 €), escabeche de algas e abóbora assada (2,50 €), deliciosos bolinhos de bacalhau à tailandesa (1,80 €), ou ainda, umas estaladiças batatas fritas do Oriente (1,80 €) são todas boas entradas. Continue a saga gastronômica com as super sopas. Há três opções: a de vitela em duas cozeduras, mexilhão e massa de arroz (8,50 €); o ramen de porco (9 €), que na minha opinião é a mais saborosa; ou ainda a vegetariana, que leva cogumelos, massa de trigo caseira, molho de amendoim, feijão-verde e azeite de malagueta (8,50 €).

Se ainda estiver com fome e quiser aventurar-se nos infiltrados, não se deixe enganar pelos nomes complicados e prove os outros pequenos pratos para partilhar: bánh mì carcaça (sandwich vietnamita de alcatra panada, pickles asiáticos, pepino, agrião e coentros, 6,50 €); bánh mì do budista (sandwich vietnamita de beringela frita, pickles asiáticos, pepino, agrião e coentros, 5,80 €); frango com arroz à macaense (peito de frango do campo cozinhado a baixa temperatura, arroz aromático e molho de soja doce, 9,50 €).

«O menu inspira-se na street food asiática de qualidade, oferecendo as Super Sopas, Petiscos, Os Infiltrados (preparações sem caldo) e Sobremesas. As Sopas têm um lugar de destaque. Na Ásia, os alimentos líquidos são muito importantes e estão muito presentes no quotidiano das pessoas. Em Portugal, e em Lisboa, fui encontrar uma tradição parecida: é muito interessante observar o carinho que os portugueses têm pela sopa; Portugal é, provavelmente, o país da Europa com a mais forte ligação gastronómica e afectiva a este alimento.» – Estanis Carenzo

Lembrando uma rua estreita e movimentada de uma cidade da Ásia, o Rei da China tem uma passagem para um outro espaço, totalmente diferente e misterioso, também assinado pelo chef Estanis Carenzo: a Casa dos Prazeres… curiosos? Mas isso são cenas de um próximo capítulo.

Rei da China
Aberto de segunda a sábado, das 12h30 às 22h30.
Rua Nova da Trindade, 13, 1200-302 Lisboa.
Obs: Não aceita reservas.

No Comments

Deixe uma resposta